Norma de Ferragens e molas para vidros deverá entrar em vigor este ano

/Other/UdineseCOMBR/BLOG%20UDIGLASS/1621402663_udinese_normasdeferragens600x315.png

A nova norma técnica de ferragens para vidros (NBR 16835), que inclui também as molas aéreas e de piso, deverá entrar em vigor ainda este ano. O objetivo é adequar a classificação de códigos de ferragem e molas, determinar tamanho e peso dos vidros que cada uma delas suporta. Tudo para evitar problemas na montagem desse tipo de estrutura.

A ideia de criar uma norma para o setor de Ferragens para Vidros surgiu em 2010. A proposta foi apresentada ao Sindicato da Indústria de Artefatos de Metais Não Ferrosos no Estado de São Paulo (Siamfesp), que em parceria com entidades e empresários do vidro e de empresas indiretamente ligadas a esse material, iniciaram os trabalhos em 2012. Agora todo o processo encontra-se em sua fase final de revisão, após passar por consulta pública.

 

Maior rigor

Com a nova norma os fabricantes terão que seguir regras que foram desenvolvidas para proteger, principalmente, o usuário final do produto. A principal novidade será a identificação das ferragens com o nome dos fabricantes de forma visível mesmo com o vidro instalado. Isso permitirá a rastreabilidade dos criminosos em caso de ferimentos e apuração de responsabilidades.

Além dessa identificação, cada ferragem ou mola deverá trabalhar com a furação especialmente projetada para ela e com o aperto de parafusos apropriado. Em caso de acidentes, ao se apurar responsabilidades, será verificado se os procedimentos necessários foram executados pelo instalador de forma satisfatória.

No caso das molas aéreas e de piso, cada modelo deverá ser enquadrado em uma classificação de mercado que indicará sua capacidade de carga e até mesmo a quantidade de ciclos mínimos que cada uma deverá suportar em sua vida útil.

 

Capacidade de carga

Segundo as normas técnicas que regulam a instalação de vidros (NBR 7199), uma porta de vidro temperado com 10mm de espessura deve ter a largura máxima de 1,10 m em dobradiça ou mola de piso convencional. No caso de peças mais largas devem ser utilizadas ferragens especiais e a sustentação deve ser deslocada mais para o meio da porta. A nova norma irá contemplar esse aspecto para definir de quem serão as responsabilidades em caso de acidentes provocados por erros no dimensionamento das molas e ferragens.

Também serão definidas as cargas máximas que cada ferragem suporta e, caso o instalador não se atente a esses limites, poderão ser responsabilizados. Modificações feitas pelos vidraceiros nas ferragens para que estas se adaptem à instalação também serão itens observados.

 

Molas UdiGlass

UdiGlass, reúne uma família completa de molas aéreas e de piso para portas de vidro. Com padrão de qualidade que atende às mais severas exigências internacionais, as molas aéreas e de piso da UdiGlass oferecem soluções sob medida para fechamento de portas em qualquer situação ou necessidade, conforme abaixo:

 

Modelo

Peso máximo suportado

Mola aérea UD45

45 quilos

Mola aérea UD77Z

80 quilos

Mola aérea UD69V

80 quilos

Mola aérea UD32G

80 quilos

Mola aérea UD94

100 quilos

Mola de embutir UD84

45 quilos

Mola de embutir UD420

65 quilos

Mola de embutir UD96G

80 quilos

Mola de piso UD75V

120 quilos

Mola de piso UD65

100 quilos

Mola de piso à prova de água K8500WP

100 quilos

Mola de piso UD300

300 quilos

 

Sobre a Udinese

Líder do mercado nacional de componentes para Esquadrias, reconhecida por oferecer soluções inteligentes e inovadoras aos seus clientes. Foi fundada por Luigi Papaiz em 1966 e atualmente é a única empresa do segmento a conquistar a ISSO 9001. Faz parte do Grupo ASSA ABLOY, que compreende mais de 400 empresas subsidiárias em 70 países.