Dicas importantes sobre molas de piso

/Other/UdineseCOMBR/BLOG%20UDIGLASS/Dicas%20sobre%20molas%20de%20piso.png

Respostas a oito perguntas frequentes sobre molas de piso

Uma mola hidráulica de piso pode durar décadas funcionando com perfeição. Entretanto, é preciso que ela seja devidamente instalada e que receba a devida manutenção, sempre que necessário. Abaixo, oito perguntas e respostas sobre molas de piso.

1 - Como regular uma mola de piso no momento de instalação?

A regulagem das molas de piso depende do modelo. Um dos que mais permitem regulagens da UdiGlass, é o modelo UD75. Nesse modelo, que serve como referência para outros, existem quatro pontos de regulagem. E ela acontece, no momento da instalação, da seguinte forma:

A mola é regulada na fábrica com força 3, de um total de 4 estágios.

As recomendações da ajustes são:

Força nível 1 = portas com até 800 mm de largura

Força nível 2 = portas com até 900 mm de largura

Força nível 3 = portas com até 1.000 mm de largura

Força nível 4 = portas com até 1.100 mm de largura

Para regular a força é preciso ter em mente que, cada giro completo (360 graus), acessa um nível de força. Para mais (giro à direita) ou para menos (giro à esquerda).

 

2 - A porta está com fechamento incompleto e/ou lento, o que fazer?

Quando a porta de vidro é instalada em um local com muito vento, a pressão contrária pode mantê-la sempre entreaberta?

Nesses casos é preciso ajustar mais força em situações especiais da ação de vento incidindo constantemente sobre a porta. Lembrando que as molas de piso possuem um total de quatro estágios, com cada estágio sendo alterado a cada giro completo (360 graus).

Se não existir a situação de vento, talvez seja preciso regular novamente a mola.

 

3-   A porta de vidro está batendo com força sempre que fecha, o que fazer?

Primeiramente abra a porta, retire a tampa e remova a haste de encaixe da tampa para as regulagens.

Com uma chave de fenda, regule a velocidade de abertura da mola de 180 graus até 15 graus, girando o parafuso sobre a mola.

Abra e solte a porta para verificar se a velocidade de abertura de 180 graus até 15 graus está adequada.

Da mesma forma, regule a velocidade de abertura da mola de 15 graus até 0 graus (totalmente fechada), girando o parafuso sobre a mola.

Abra e solte a porta para verificar se a velocidade de abertura de 15 graus até 0 grau (totalmente fechada) está adequada para o uso.

O movimento ideal da porta é aquele em que a porta fecha com velocidade adequada (não excessiva a ponto de machucar ao colidir contra uma criança ou idoso) até estar bem próxima de seu fechamento total. E que reduza essa velocidade, concluindo-a com leveza.

 

4 - A porta de vidro está arrastando no chão antes de fechar.

Portas de vidro não podem arrastar no piso. As microlascas criadas com esse atrito constante podem provocar a quebra do vidro pelo estresse. Para corrigir o problema é preciso detectar a causa do problema:

4.1 – Ondulação ou saliência que surgiu no piso após a instalação da porta: Nesse caso basta retirar a ondulação

4.2- A porta possui largura superior a 1100 mm: Nesse caso é preciso substituir a mola por uma mola especial, que suporte larguras superiores a essa medida padrão.

4.3- O vidro se deslocou dentro de sua ferragem: Nesse caso um vidraceiro precisará dar um aperto ou, se o problema for por uma ferragem de má qualidade, providenciar sua substituição.

4.4- A caixa da mola parece ter afundado: Nesse caso um vidraceiro deverá ser chamado para fazer o reassentamento da mola, colocando-a no prumo e no nível exato.

 

5 - A mola de piso apresenta sinais de ferrugem

Para evitar a umidade e proteger a mola contra a ferrugem a UdiGlass comercializa um selante especialmente desenvolvido para esses casos. Se a ferrugem já estiver em estágio avançado, entretanto, será preciso substituir a mola.

 

6 - A mola está fazendo barulhos estranhos ou estalando ao abrir ou fechar

Um vidraceiro deverá ser chamado para verificar as condições da mola e também da instalação. Na melhor das hipóteses a mola pode estar fora de nível ou prumo. Nesses casos um vidraceiro experiente saberá como posicioná-la da forma correta.

Porém, pode ter havido vazamento de óleo ou a mola pode ter apresentado o problema devido ao desgaste de algum componente interno. A substituição é recomendável, pois em alguns casos, após estalos ouvidos constantemente pode haver o travamento da mola e, se o usuário continuar forçando o fechamento, pode ocorrer a quebra do vidro.

 

7 - A temperatura ambiente interfere no funcionamento da mola:

Somente em casos extremos de variação de temperatura, por localização da porta próxima de caldeira ou sala refrigerada. Em condições de temperatura ambiente isso não costuma ocorrer de forma significativa.

 

8 - As molas são diferentes para ambientes externos e internos?

Não. As molas UdiGlass e, também, a grande maioria das molas do mercado são desenvolvidas para os dois ambientes. A UdiGlass, no entanto, recomenda que em locais externos sujeitos à umidade da chuva ou de lavagens constantes, a utilização do selante que comercializa, especialmente desenvolvido para a proteção de molas.

Dica complementar: Para ter acesso ao vídeo de instalação do modelo de piso UD75, válido para vários modelos de molas, basta acessar: https://www.youtube.com/watch?v=Fqe34vE_XgE

 

Assessoria técnica

Além dos vídeos a UdiGlass disponibiliza outras formas para o esclarecimento de dúvidas de instaladores. E inclui, dependendo do caso, o auxílio de profissionais técnicos.

 

Sobre a Udinese

Líder do mercado nacional de componentes para Esquadrias, reconhecida por oferecer soluções inteligentes e inovadoras aos seus clientes. Foi fundada por Luigi Papaiz em 1966 e atualmente é a única empresa do segmento a conquistar a ISO 9001. Faz parte do Grupo ASSA ABLOY, que compreende mais de 400 empresas subsidiárias em 70 países.