Botões prolongadores de aço inox

/Other/UdineseCOMBR/Banner%20Blog/Udinese_botoes-prolongadores-inox-escada-600x315.png

Diversas aplicações, incluindo algumas mais arrojadas

Nos últimos anos ampliaram-se os recursos que permitem a instalação de vidros onde, há algum tempo atrás, seria impensável. Um desses recursos é a utilização de botões prolongadores de aço inox. Graças à resistência e a durabilidade desse material, os vidros temperados passaram a ser instalados de forma rápida e segura.

A relação das instalações em que os prolongadores de aço inox podem ser usados inclui: barreiras de passagem em alturas inferiores a um metro de altura; extensões de muros e divisórias, móveis, suportes para quadros em exposições e até mesmo na indústria da sinalização, suportando vidros adesivados ou com letreiros colados.

 

Botões de aço inox em guarda-corpos e escadas

Uma utilização mais arrojada dos botões de aço inox e que merece uma explicação apropriada é seu uso na fixação de vidros em guarda-corpos, de forma que as chapas de vidros, fixadas por furações, tornam-se o elemento principal dessa barreira de segurança. E, quando falamos de guarda-corpo, nos referimos a qualquer instalação que impeça a queda de pessoas em qualquer altura superior a um metro. Para essas aplicações é preciso que o instalador siga com rigor ao que está previsto na Norma de Guarda-Corpos (NBR 15.575).

 

Laminado de temperados

Todos os guarda-corpos de vidros devem utilizar o vidro laminado ou o vidro aramado. Porém, no caso de utilização dos botões de aço inox, a instalação do vidro, que é feita através de aparafusamento em furações feitas no vidro, exige que tal vidro seja estrutural. Portanto, nessa aplicação específica o vidro a ser utilizado deve ser o laminado de temperados.

 

Espessura adequada

Para se determinar a espessura adequada do vidro um ensaio do protótipo do guarda-corpo deve ser feito em laboratório especializado. É esse ensaio que determinará se a espessura adequada foi ou não suficiente para a utilização pretendida. Em um teste de impacto o vidro do guarda-corpo pode até se quebrar, mas não pode permitir após alguns minutos do impacto, a passagem de um prisma com medida de 11 cm x 11 cm.

Os testes são basicamente os mesmos para todos os guarda-corpos, o que muda são as intensidades das cargas aplicadas nos ensaios. Logicamente o guarda-corpo que deverá ser instalado em locais mais altos, externos e/ou sujeito a grande número de usuários deverá ser submetido a teste mais severo que o guarda-corpo residencial de uso somente interno.

No caso de uso privativo ou de área interna, a carga aplicada é equivalente a 400 Newtons (ou 40 quilos). E é especialmente nessas aplicações que os prolongadores de aço inox são mais utilizados.

 

Espessura não é sinônimo de resistência

A maioria dos botões prolongadores de aço inox do mercado suportam vidros com a espessura máxima de 10 mm. Esse fato, entretanto, não é uma barreira para sua utilização em guarda-corpos. Composições de vidros laminados mais finos podem ser tão resistentes quanto as composições mais espessas, desde que sejam utilizados intercaladores (ou interlayers) estruturais, como, por exemplo, o SentryGlas.

 

Botões fixos ou reguláveis

A Udinese, através de seu setor dedicado ao vidro, UdiGlass, trabalha com dois modelos de fixadores, ambos para vidros com espessura de 10 mm: o modelo fixo e o regulável.

O botão regulável oferece o conforto ao instalador de poder regular a distância entre o vidro e a parede, possibilitando o controle mesmo após a furação.

Os botões fornecidos pela UdiGlass são produzidos com o padrão de qualidade da Udinese, que inclui testes em laboratório interno e contam com toda a assessoria técnica de sua equipe.